Inúmeras pessoas optam por financiar seus sonhos através do Banco Santander Financiamento
digital, que consiste numa rápida análise de crédito através de vias online; que na maioria
das vezes é realizado através do próprio site da empresa.


Sendo possível utilizar-se para comprar desde uma casa a um carro, o financiamento digital
Santander conta com uma das melhores taxas de juros do mercado e análise imediata;
atraindo cada vez mais clientes em todo o Brasil! Descubra agora quais os tipos de
financiamentos existentes, suas características e qual se encaixa melhor para suprir
suas necessidades e perfil de cliente.

Santander financiamento digital: o que é?

É uma espécie de crédito direto que o Banco Santander concede a seus clientes
interessados; na qual consiste em diversas modalidades, cada uma possui suas
singularidades e características; tal como tipo de juros e montante de entrada.
Portanto, para começo de conversa o cliente oferece uma entrada em dinheiro para o banco
e em contrapartida, o banco oferece um tempo limite em parcelas para o contratante
realizar a quitação da dívida.


É válido ressaltar que o valor da entrada remete diretamente nas taxas de juros e tempo de
conclusão da dívida. É improvável que você consiga financiar parcialmente algum imóvel ou
veículo, por essa razão, é importante você ter entre 20% a 30% do valor total do bem
desejado.

GANHE 1.000 REAIS SEMANAIS UTILIZANDO O APLICATIVO DO TIKTOK, SAQUE IMEDIATO – LEIA MAIS SOBRE O TIKTOK

Em caso de automóveis, o mesmo fica em posse do banco responsável pelo crédito até que
a dívida seja parcialmente quitada; a fim de diminuir os riscos de inadimplência.

Banco Santander Financiamento Digital

Como funciona?

O financiamento digital Santander consiste em você quitar o vendedor e pagar o banco. Ou seja, de acordo com o que deseja comprar, você deverá entrar em contato com o vendedor, para se informar acerca dos valores e condições de venda; e em alguns casos o próprio vendedor envia a proposta ao banco, contudo, você mesmo poderá realizá-la.

Logo abaixo iremos ver os passos necessários para realizar a contratação do Santander financiamento digital, mas é válido ressaltar que após o último passo, o dinheiro será debitado em sua conta, mas em alguns casos poderá cair diretamente na conta do vendedor.

Idade mínima

A idade mínima para realizar o Santander financiamento digital é de 18 anos, como também
para realização de empréstimos em instituições financeiras; mas em alguns casos, a idade mínima poderá ser aumentada para 21 anos, de acordo com a modalidade ou necessidade
do cliente.

Um ponto a ser ressaltado, é que quanto mais jovem for o cliente, menor serão os
juros/parcelas a ser pagas por ele. Devido diversos fatores, dentre os principais as menores
chances de inadimplência.

Pontos positivos x negativos

Durante a contratação de um financiamento bancário, o cliente deve ter em mente que ele
irá se endividar por até 6 anos; e em caso de atraso os juros podem até duplicar; em alguns
tipos de financiamento, o valor pago ultrapassa em até três vezes o valor solicitado no
início; contudo, existem suas vantagens e desvantagens, ponha na balança e decida!

Positivos

● Crédito rápido
● Após término, o imóvel/veículo será seu
● Segurança
● Estabilidade
● Possibilidade de amortização

Negativos


● Juros
● Riscos de falência
● Entrada mínima

Colocou na balança os prós e contra? É hora de começar dar os primeiros passos para
realização de seu sonho! E o melhor, sem sair de sua casa; de maneira totalmente online!

Quero contratar, e agora?

Após você ter avaliado todos os pontos positivos e negativos do Santander financiamento
digital, é hora de pôr a mão na massa. E para isso, é necessário que você tenha convicção
do bem desejado e de como pretende quitar as parcelas.


O pontapé inicial é escolher o imóvel ou veículo desejado, em razão do valor que você tem
disponível para dar de entrada. Raramente os bancos financiam 100% do valor.
Dessa maneira, é recomendado ter no mínimo 20% do valor total. Ou seja, caso você tenha
R$ 5 mil para dar entrada, deverá procurar imóveis de até R$ 25 mil reais.


Após você ter escolhido o bem desejado, deverá simular o financiamento na calculadora
online do Santander financiamento digital, clicando aqui. Dentro da calculadora, você
deverá colocar alguns dados pessoais e logo em seguida o valor disponível para dar
entrada.

Após isso, sua proposta passará por uma análise imediata e você obterá o resultado em
questão de segundos. Caso seu crédito seja aprovado, basta assinar o contrato e esperar o
valor ser debitado em conta.

Banco Santander Financiamento Digital

Documentos necessários para solicitar no banco santander financiamento digital

Para você realizar o financiamento ou até mesmo ter o crédito pré-aprovado, é necessário
realizar o envio de alguns documentos para o banco. Sendo eles:
● RG
● CPF
● CNH (não obrigatório)
Os documentos de identificação pessoal são os mínimos exigidos pelo banco, em alguns
casos comprovantes de renda serão solicitados, tal como outros do âmbito;
Eles devem ser enviados via e-mail ou upados na própria plataforma do banco. Em razão
de ser digital, praticamente todos os passos serão realizados online; mas isso não torna
isento a possibilidade de se fazer presente na instituição financeira para passos
complementares.

Cuidados adicionais

Devido todos os passos serem feitos de modo online, é necessário ter certeza de que está
tratando diretamente com a instituição financeira ou representante da mesma; sempre
solicite informações do agente responsável e verifique onde está colocando suas
informações pessoais;


Além disso, verifique todos os detalhes do bem desejado; após assinatura do contrato, não
é possível voltar atrás e opte sempre por pagar suas parcelas em dia, a fim de reduzir por
completo chances de falência; em razão da alta nos juros.

Banco Santander financiamento digital amortização

O Santander traz a possibilidade de amortização de parcelas! Sabemos que em qualquer
financiamento, cerca de +50% da parcela mensal é de juros, e somente uma pequena
porcentagem será subtraída de seu montante final.


Contudo, no momento que optamos por amortizar parcelas, pagamos o valor parcial da
dívida, podendo mesmo reduzir quase que três parcelas com um único pagamento
antecipado.


Eles oferecem duas modalidades de amortização, a ordinária e extraordinária; na qual na
primeira modalidade, é utilizado um sado para reduzir o montante final; já na segunda, é
utilizado recursos extras para quitar parcelas (muitos utilizam o FGTS).

Para isso basta ir em seus contratos, visualizar parcelas e escolher valor a ser empregado
no montante final; após isso, você poderá analisar o total subtraído e quantas parcelas
foram economizadas com um único pagamento.

%d blogueiros gostam disto: