quinta-feira, setembro 29, 2022
HomeFinanciasComo marketplaces podem impulsionar os pequenos negócios

Como marketplaces podem impulsionar os pequenos negócios

As plataformas são atraentes e amigáveis para pequenos empreendedores, com a promessa de baixo investimento para tornar o sonho de seu próprio negócio real.

Devido ao impacto da pandemia no Brasil, no início de 2020, muitas pessoas tiveram que adaptar sua forma de atuar profissionalmente no mercado para atender às restrições impostas. Uma solução encontrada foi abrir um pequeno negócio focado em vendas online. Segundo o Governo Federal, só em 2020 foram abertas 579,5 mil microempresas.

Esse grande número de PMEs encontrou um espaço que, durante a pandemia, prosperou de forma inimaginável: o varejo online fomentado pelos grandes marketplaces.

Como marketplaces podem impulsionar os pequenos negócios

O que é um marketplace?

Em linhas gerais, um marketplace é um portal de comércio online que funciona de forma colaborativa. Ou seja, é um site centralizado que reúne ofertas de produtos e serviços de diversos vendedores espalhados pelo Brasil. Dessa forma, como o cliente está em um único lugar, ele pode encontrar produtos de marcas e fornecedores diversos, sem precisar entrar em vários sites diferentes para fazer todas as suas compras. O marketplace pode ser comparado a um shopping virtual que reúne várias lojas em um único lugar.

Empresas de vendas

Como o marketplace impulsiona os pequenos negócios

Vender através desse modelo de negócio é muito vantajoso para as pequenas empresas, principalmente no quesito do investimento inicial. Vender em marketplaces é uma das principais maneiras de entrar no comércio online de forma segura; normalmente, as taxas são baixas, e o vendedor não vai precisar investir em design e hospedagem de site nesse primeiro momento.

A segunda vantagem é que os marketplaces possuem acordos com transportadoras ou com os Correios, já que toda a plataforma de entrega fica por conta do próprio marketplace; assim, sobra mais tempo e energia para gerenciar a própria loja.

Outro ponto de extrema importância é a quantidade de tráfego que o marketplace propõe; em geral, esses sites recebem milhões de acessos por dia, e parte deles se converte em vendas. A taxa de conversão é maior do que se o vendedor possuísse um site próprio com um tráfego muito mais reduzido.

Promoções por tabela

Muitos dos sites de marketplace fazem um investimento pesado em promoções de datas com força de venda, como Black Friday, Cyber Monday e Dia das Mães. Para as lojas que fazem parte do site, participar dessas promoções fornece um crescimento muito acelerado, em comparação com lojas físicas ou lojas com domínio próprio.

Automação própria

Outra grande vantagem é que as plataformas dos marketplaces possuem um sistema próprio de automação. O vendedor não precisa investir em programas para fazer controle de estoque e inventário. E ainda existe a possibilidade de integrar esses sistemas com outros softwares. Dessa forma, não é perdido tempo fazendo controle manual, e sim atualizando planos de negócios, análise de dados e clientes para deixar a loja mais eficiente.

João Pedro Rodrigues
João Pedro Rodrigueshttp://www.comofazer.online
Estudante de Ciência da computação na Universidade Federal de Ouro Preto, desenvolvedor android pleno, curioso na arte de SEO e criador e dono do site Como Fazer.
RELATED ARTICLES

Most Popular

Recent Comments